Buscar

Câmara de Barroso encerra 2018 com gastos questionáveis

De acordo com os dados publicados no Portal da Transparência, a Câmara de Barroso encerrou o ano de 2018 gastando R$48mil com viagens. Deste montante, R$44mil foram gastos com os vereadores, cerca de 60% - R$29mil - refere-se a despesas com cursos específicos. (clique aqui, ou veja o quadro abaixo) A Diária dos vereadores, de Barroso para Belo Horizonte, com alimentação e transporte próprio, é de R$420. Em Dores de Campos, R$250 e em Prados, R$200. Uma alimentação razoável fica entre R$20 a R$40. Com combustível, o gasto não ultrapassa a R$200 e com pedágios, R$22. Deste modo, por dia, um vereador não gastaria mais do que R$280 em uma viagem a BH. O valor de R$280 pode até ser conside

Câmara 2019. Muda a presidência, mas a fiscalização é a mesma

Não sou contra as viagens dos vereadores, sou contra as farras com as Diárias Desde 2015 acompanho e monitoro os gastos com viagens dos vereadores da Câmara de Barroso. Seja quem for o presidente, a fiscalização é necessária e inevitável. O próprio legislativo tem que fiscalizar como o dinheiro público está sendo gasto, não só no Executivo como também na Câmara Municipal, independente de ser amigo do prefeito ou do vereador. Aquele que não fiscaliza, corrompe. Prevaricar ou omitir, também é crime. Por isso, a Câmara precisa ser mais participativa a partir deste ano. Colaborar com o executivo, porém, sem deixar de fiscalizá-lo. Espero que a partir deste ano a Câmara passe a divulgar, antecipa

BLOG DO

lUIZINHO mOREIRA

"Cidadania não é atitude passiva,

mas ação permanente em favor da comunidade"

© 2023 por Nome do Site. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon