Buscar
  • Luizinho Moreira

Concessão de diárias aos agentes políticos deve seguir o interesse público, sempre.


Os Tribunais de Contas, de todos os estados, estão orientando os gestores públicos que as “suspeitas” diárias de viagens, especialmente nas Câmaras Municipais, sejam concedidas apenas com fins econômicos e para atender somente ao interesse público.

É difícil acreditar que, diante dessa conduta dos Tribunais de Contas, as Câmaras Municipais, órgão responsável pela fiscalização da correta aplicação do dinheiro público, estejam praticando atos ilícitos que prejudicam ainda mais à tão sofrida comunidade.

Deste modo, a responsabilidade não é apenas de quem assim pratica. Como o trabalho é feito em equipe, o ato ilegal precisa ser compartilhado: Presidente da Casa, mesa diretora, demais vereadores, controle interno e funcionários que, mesmo presenciando tais atos, não os denunciam.

Como cidadão barrosense, mesmo ciente da integridade inquestionável de nossos legisladores, farei um levantamento e o tornarei público, independentemente do seu resultado.

A nossa cidade, assim como as demais, passa por um caos de grandes proporções e muitos cidadãos, por consequência, sofrem.

Contudo, prefiro crer que os nossos agentes políticos estão exclusos das desconfianças dos Tribunais de Contas de nosso país e que, de fato, estão concentrados e priorizando o bem estar social de nossa comunidade, nesse momento de grandes dificuldades.

A cidadania precisa ser exercida na prática, não somente no discurso.


59 visualizações

© 2023 por Nome do Site. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon