Buscar
  • Luizinho Moreira

Na reta final do mandato, a coincidência 4 por 4.


Faltando apenas 4 meses para o encerramento do mandato, prefeito e vice-prefeita tentam cumprir uma promessa feita há 4 anos.

Protocolaram ontem à noite, durante a reunião ordinária da Câmara, um projeto de lei contendo normas para que o vice-prefeito passe a trabalhar a partir do próximo ano.


A proposta é válida, mas não podemos esquecer que cumprir o dever público não é uma questão de legalidade, mas de moralidade. Não é favor, é obrigação. A lei pode reforçar ainda mais esse entendimento.

De 1997 a 2000 a vice-prefeita, professora Marlene, ocupou o cargo de Secretária da Educação. Em 2009, o do Dr. João Pinto assumiu a Secretaria da Saúde; ambos, como ordenadores de despesas, oficialmente. É assim que precisa ser! Se não o vice acaba ficando livre, leve e solto para voar e pousar quando bem entender.


Pela ocasião, pegou muito mal! O projeto deveria ter sido apresentado no início e não no finalzinho do mandato. Ficou a impressão que estão “botando graxa” nos trilhos na reta final. Mas, antes tarde do que nunca!


157 visualizações

© 2023 por Nome do Site. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon